Publicidade

cotidiano

Varíola dos macacos: Sobe para 13 o total de casos em Ribeirão Preto

Secretaria Municipal da Saúde fez novo comunicado na tarde desta segunda-feira (8) sobre a situação da doença na cidade

| ACidadeON/Ribeirao -


Ribeirão Preto confirma total de 13 casos de varíola dos macacos - (Foto: Divulgação)
 


A Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto informou na tarde desta segunda-feira (8) que o município contabiliza até o momento, 13 casos de varíola dos macacos, também chamada de MonkeyPox. Na última atualização da Pasta eram 7 casos.  

De acordo com a Saúde, cinco pacientes já tiveram alta do acompanhamento e evoluíram para cura. Oito deles apresentam quadro clínico leve e seguem em acompanhamento médico ambulatorial e isolamento domiciliar.  

VEJA TAMBÉM  

Piloto morto em acidente salvou cão de queda em Ribeirão; Veja o vídeo 

Carro derruba poste em avenida da zona Leste de Ribeirão Preto

Os pacientes diagnosticados com a doença são todos do sexo masculino, com idade entre 22 e 46 anos. As pessoas que tiveram contato com eles também estão sendo monitoradas pelos técnicos da Vigilância Epidemiológica da pasta. 

Caso em Batatais

No sábado,6, a Secretaria da Saúde de Batatais confirmou um caso de varíola dos macacos na cidade. Trata-se, no entanto, de um profissional da saúde que mora em Ribeirão Preto, mas trabalha em Batatais. 

De acordo com a Pasta, o quadro clínico dele é estável, com o desenvolvimento de sintomas leves e poucas lesões. O paciente está sendo monitorado, assim como seus contactantes, informou a secretaria da Saúde Bruna Toneti.  

Sintomas

- O principal sintoma é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo
- Caroço no pescoço, axila e virilhas
- Febre
- Dor de cabeça
- Calafrios
- Cansaço
- Dores musculares  

Prevenção

- Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele
- Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença
- Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel
- Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais
- Uso de máscaras, protegendo contra gotículas e saliva, entre casos confirmados e contactantes

Fonte: Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo

LEIA TAMBÉM - Nova categoria de marcas levantou a torcida em Interlagos

Mais notícias


Publicidade