Publicidade

cotidiano

'Tinha amor por essa profissão', diz irmão de piloto morto em acidente

Piloto de Ribeirão Preto foi uma das vítimas da queda de um helicóptero na última sexta-feira (5), no Pico do Jaraguá, em São Paulo

| ACidadeON/Ribeirao -

  

Piloto de Ribeirão morre em acidente aéreo em São Paulo - Foto: Reprodução/redes sociais

 

O piloto João Augusto Tremeschin, 37, que morreu após a queda de um helicóptero, na última sexta-feira (5), no Pico do Jaraguá, em São Paulo, era apaixonado pela aviação. Segundo o irmão da vítima, o engenheiro civil João Ricardo Hjertquist Tremeschin, Guto, como era chamado pela família, pilotava helicópteros e aviões.   

Formado também em Engenharia Civil, João Augusto, se dedicava paralelamente aos estudos na aviação e se tornou piloto privado de helicóptero e também de avião. "Ele tinha ligação por aviação desde muito novo, era o sonho dele ser piloto. Ele queria estar nos céus, queria estar nos ares, queria estar dentro do helicóptero, do avião", lembra João Ricardo.    

VEJA TAMBÉM  

Vigia tem arma e colete roubados durante ronda em hospital de Ribeirão 

Varíola dos macacos: Sobe para 13 o total de casos em Ribeirão Preto

Homenagem 

Ainda bastante abalado com a perda prematura do irmão, João Ricardo, disse que ele era muito presente na vida de todos da família. Era também uma pessoa com muitos amigos, tanto que no dia da sua despedida foi preparada uma homenagem por outros pilotos

Durante o sepultamento, colegas profissão fizeram um sobrevoo com helicópteros e se despediram de João pelo alto [veja o vídeo abaixo] "Quando a gente viu aquela homenagem, todos nós demos uma acalmada. Essa homenagem foi maravilhosa, agradeço todos os amigos que fizeram isso por ele", disse. 

Ato heróico 

João Ricardo também comentou sobre o ato heróico do irmão que, em junho de 2018, salvou uma cachorrinha que caiu do 9º andar de um prédio no bairro Jardim Nova Aliança, na zona Sul da cidade. Vizinho ao condomínio, o piloto percebeu que o animal poderia cair e correu para segurá-lo.  

Mel da raça Shitzu sobreviveu ao incidente e o caso ganhou repercussão nacional. "Ele é luz, ele é paz, é amor, por isso que Deus deu essa oportunidade de ele salvar. Ele não se negou em nenhum minuto se quer de ir lá [no outro prédio] se arriscar para salvar o cachorrinho. Isso vai ficar nas nossas lembranças. Ele é um herói mesmo", conclui.  

O acidente

O helicóptero pilotado por João Augusto Tremeschin, modelo Agusta 109-E, prefixo PP-JMA, caiu na noite da última sexta-feira (5), em uma área de chácaras, no pico do Jaraguá, próximo a uma torre de alta tensão, em São Paulo. O copiloto também morreu no acidente. Não havia passageiros na aeronave.

As circunstâncias do acidente serão investigadas pelo Cenipa (Centro de Investigações e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos). 

"A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes", disse a Força Área Brasileira (FAB), por meio de nota.

LEIA MAIS - Nova categoria de marcas levantou a torcida em Interlagos  



Mais notícias


Publicidade