Publicidade

Conteúdo Patrocinado

SEO Wagner Santos
  •  

Pesquisa revela as tendências de marketing para o YouTube!

Conheça as tendências de marketing que estão em alta para aplicar e ter resultados no YouTube atualmente


Imagem: Syifa5610 - Freepik.com
  

As redes sociais estão evoluindo a cada momento e, a cada ano que passa, novas formas de utilização vêm sendo testadas, diante desse fato, é preciso ficar atento às novidades, nesse contexto, algumas pesquisas revelaram quais serão as tendências de marketing para YouTube em 2022. Então, se você quer ficar a par de tudo, é só ficar de olho nesse assunto. 

Você sabe quais são as tendências de marketing para YouTube em 2022? Vários centros de pesquisas mostram quais serão as abordagens que mais darão retorno, e, se você trabalha ou pensa em começar a trabalhar com essa plataforma, é fundamental estar ciente de algumas questões, portanto, não deixe de conferir essa matéria! 

O YouTube 

Hoje em dia, o YouTube é uma plataforma utilizada. Como é um, app nativo em todos os celulares, qualquer pessoa que possua um dispositivo móvel pode ter acesso aos conteúdos compartilhados. Fundado em 2005, o Google comprou o app por cerca de US$1,65 bilhão. 

Através deste fato, nota-se que desde o início mostrou ser uma ideia inovadora. Atualmente, as pessoas utilizam a plataforma para compartilhamento de vídeos, dos mais diversos conteúdos. O YouTube fez parte de uma grande revolução da internet, e, até agora, é um app que se destaca em vários pontos. 

Muitas pessoas adquiriram fama e tiveram seus trabalhos reconhecidos por conta da plataforma, por exemplo. Ademais, segundo dados da SimilarWeb, o YouTube é o segundo site que mais tem acessos no Brasil e no mundo, ficando atrás apenas do próprio Google. 

No entanto, de um lado, há pessoas que utilizam a plataforma como meio de entretenimento, do outro, existem as pessoas que têm o YouTube como principal fonte de renda, sendo assim, o app é um dos grandes pivôs para a revolução no mercado de trabalho, visto que trouxe a liberdade financeira para inúmeras pessoas e empresas. 

Aliás, dados apresentados durante o YouTube Brandcast, mostraram que mais de 1.800 canais brasileiros já ultrapassaram a marca de 1 milhão de inscritos. No entanto, a cada ano que passa, o app tem trazido algumas novidades, fazendo com que o aproveitamento seja ainda maior. 

Dados estatísticos do YouTube 

Se você possui certos receios em relação a essa rede social, trouxemos alguns dados que ressaltam o quão importante o YouTube é para o mercado em geral, por ser uma subsidiária do Google, o aplicativo é nativo em todos os celulares, sendo assim, o número de usuários é bem elevado.

Segundo dados fornecidos pelo próprio YouTube, o app possui mais de um bilhão de usuários. Diariamente, são vistos mais de 4 bilhões de vídeos, o que resulta em mais de 3 bilhões de horas em vídeo. Ademais, são vistos mais de 1 milhão de vídeos por dia através de um telefone celular. 

Ou seja, o impacto que o YouTube trouxe para o Brasil e o mundo, é realmente gigantesco, sendo assim, investir nessa plataforma é uma ideia capaz de lhe fornecer um retorno equiparado à grandiosidade do (app), e, diferente do que algumas pessoas pensam, até mesmo empresas podem se beneficiar da plataforma, a exemplo disso pode-se citar os seguintes canais: 

- T-Series (197 milhões de inscritos);
- Cocomelon (121 milhões de inscritos);
- SET India (118 milhões de inscritos);
- Kids Diana Show (85 milhões de inscritos);
- WWE (83 milhões de inscritos). 

Esses são alguns dos canais de empresas que mais possuem número de inscritos, segundo o próprio YouTube, e, considerando esses dados, chega-se facilmente à conclusão de que essa plataforma ainda possui um potencial gigante, o qual pode ser explorado. 

Agora se mesmo com todos estes dados você ainda têm dificuldades com seu canal, recomendo recorrer a uma agência de mídias sociais para fazer algumas campanhas de publicidades no intuito de crescer os seus inscritos e as visualizações dos seus vídeos.

Vale a pena usar o YouTube como forma de renda? 

Como o YouTube já é uma plataforma bastante sólida, com números gigantescos, algumas pessoas podem pensar que não vale tanto a pena investir nesse ramo. Contudo, a verdade é o oposto disso, o app é bastante acessível, e qualquer um possui a hipótese de crescer, monetizar e disseminar seus produtos/serviços. 

Hoje em dia, há vários nichos que não são tão explorados, e possuem grande capacidade de retorno. Ademais, há vários "subcanais" que proporcionam o mesmo resultado. Conforme a FDR, a cada 1.000 views, o Youtuber ganha entre 0,25 a 4,50 dólares. 

No Brasil, isso se reflete sendo algo entre 1 e 19 reais, é claro que esse é um número relativo, afinal, outras métricas são consideradas, contudo, a prospecção de que o seu trabalho seja reconhecido, é bem alta. Conforme o Think With Google, o Brasil é considerado o "país do vídeo". 

Isso acontece porque o brasileiro passa cerca de 4h30 na frente de uma tela. Inclusive, segundo o Think With Google, só no Brasil, há quase 100 milhões de pessoas conectadas, e, nos últimos dois anos, a plataforma ganhou mais de 35 milhões de novos usuários. Sendo assim, trabalhar com o YouTube ainda é vantajoso. 

Como trabalhar com o YouTube? 

Querendo ou não, o YouTube é uma plataforma competitiva. Sendo assim, você deve fazer o seu trabalho da maneira correta. E uma das formas de conseguir isso é ficar atento às tendências de marketing para YouTube em 2022. Anualmente vários estudos são feitos, e há vários especialistas que informam com grande precisão o que será mais requisitado na plataforma. 

E se você pensa em iniciar nesse ramo, é interessante começar da maneira correta. Afinal, alguns canais já existentes, terão de se adequar às novas formas. Portanto, confira a seguir quais as tendências para YouTube segundo os especialistas.

Trabalhe a marca do seu canal 

De acordo com o publicitário Cleber Tiburcio, sócio diretor da agência de marketing Realiza Midia, esse é um conceito que vem ganhando cada vez mais adeptos. E, para 2022, pode-se esperar uma alta em relação a isso. Hoje, muitas pessoas procuram saber como baixar vídeo no YouTube e, ainda que os seus vídeos tenham direito autoral, é meio difícil impedir que isso aconteça. 

No entanto, há uma forma de gerar novos inscritos ao seu canal através dessas ações. E é justamente trabalhando na imagem do seu canal que você conquistará isso. Nos seus vídeos, procure adicionar elementos que remetem ao nome do seu canal, por exemplo. 

Dessa forma, sempre que alguém for baixar os seus vídeos, para inserir em outras plataformas, as pessoas irão saber de qual canal o vídeo foi retirado. Ademais, trabalhar na marca do seu canal, vai, além disso. É preciso estipular algumas métricas. Por exemplo: qual seu público-alvo? Qual será seu conteúdo? Como será a imagem do seu canal? 

Vídeos transparentes 

Um levantamento feito pela Abrohos FIlmes, aponta que investir em conteúdo transparente deve ser uma das tendências, principalmente devido à época de pandemia. "Com o público ainda fragilizado pelo ano difícil, empresas devem investir em campanhas baseadas na transparência e no conteúdo personalizado para gerar aproximação e confiança", diz o produtor André Sobral, da Abrolhos Content. 

Muitas propostas falsas foram feitas durante esse período. Então, algumas construíram receio sobre alguns assuntos e campanhas. Sendo assim, para 2022, o ideal é apostar em novas estratégias. Elas devem possuir um conteúdo claro. Transparente. Sem rodeios. Isso irá aumentar a taxa de conversão.

Vídeos curtos 

A ascensão de outros aplicativos e ferramentas, como o TikTok, mostrou a importância dos vídeos curtos. Ademais, o Instagram, através do reels, engajou muitas pessoas. Fora esse ponto, várias empresas investem em marketing digital através de vídeos curtos. 

E isso, segundo os especialistas, vêm mostrando que as pessoas têm preferido cada vez mais consumir conteúdo desse tipo. Segundo Nomit Joshi, diretor de marketing da Gionee "se a sua mensagem pode ser entregue em 6 segundos, por que não?" Ou seja, isso só evidencia a importância desses conteúdos. 

Ademais, estamos vivendo em um período onde as pessoas estão dando preferência à praticidade. Então, quanto mais direto e preciso for o seu conteúdo, maior o número de pessoas que irão atrás do seu perfil. 

Canais subnichados 

No YouTube, os subnichos não são tão explorados. Sendo assim, pode ser interessante investir nessa abordagem. Afinal, a concorrência é pequena, enquanto a procura é bem grande. Muitas pessoas querem baixar música do YouTube para poderem aplicar em seus próprios vídeos. 

Contudo, é preciso ter todo um cuidado de que as músicas não possuam direito autoral. Sendo assim, por que não apostar em um canal no YouTube de músicas sem direitos autorais? É possível monetizar um canal desse tipo e, como a oferta é baixa, e a procura alta, há uma grande possibilidade de sucesso. 

É claro que esse é apenas um exemplo. Mas, com isso, os especialistas afirmam que essa é uma das tendências de marketing para YouTube em 2022.

É possível saber se um nicho ou subnicho tem potencial para fazer 6 em 7. No entanto, você precisa considerar alguns pontos para escolher o nicho e o subnicho certos para o seu negócio. 

Erico Rocha, especialista em lançamentos digitais.

SEO para vídeos 

O SEO deve ser parte integrante de qualquer projeto digital. Afinal, todo conteúdo precisa ser encontrado pelo público correto. Então, trabalhar da maneira correta em SEO para vídeos deve andar em paralelo com o seu conteúdo de qualidade e bem otimizado. 

Se você falará sobre termos mais pesquisados no Youtube, por exemplo, um bom trabalho de SEO fará com que o seu conteúdo seja exibido para as pessoas corretas, que estarão interessadas no seu vídeo. E irão interagir com você. Inclusive, segundo um estudo da SEMrush, o formato possui 53 vezes mais chances de aparecer na primeira página de um mecanismo de busca. 

Há algumas práticas que podem ser feitas para melhorar o SEO dos seus vídeos. Afinal, segundo a HubSpot, os algoritmos dos mecanismos de busca estão cada vez mais inteligentes. Dessa forma, conseguem detectar a interação do usuário com uma precisão próxima à perfeição. 

No entanto, é um recurso bastante dinâmico. Sendo assim, é preciso ficar de olho nas atualizações. Ainda segundo os especialistas, as principais práticas a serem usadas, que irão melhorar o SEO dos vídeos, é: 

- Incluir a palavra-chave foco no nome do arquivo de vídeo, títulos e descrições;
- Incluir imagens em miniaturas que sejam originais;
- Adicionar tags relevantes relacionadas ao tópico do seu vídeo;
- Inserir legendas e closed captions para melhorar a experiência do usuário.

Adicionar legendas aos vídeos 

Atualmente, o Google tem prezado pela melhora da experiência do usuário. E, dentro desse assunto, incluir melhorar a acessibilidade. Portanto, apostar em vídeos com legenda é uma ótima forma de ganhar reconhecimento na plataforma do YouTube. 

Além disso, essa é uma ótima prática de vídeo em SEO, e isso se complementa a dica anterior. Fora isso, de acordo com estudos da Verizon Media, 92% dos usuários assistem vídeos com som desligado nos dispositivos móveis. Então, essa tendência tende a atracar o YouTube. 

Ademais, o YouTube vem testando a pré-visualização dos vídeos. Ou seja, é quando um vídeo é reproduzido na própria sessão "iniciar", sem que o usuário tenha clicado. E, se o conteúdo tiver legenda, ela também será mostrada. Sendo assim, é uma ótima forma de atrair mais visualizações. 

Ainda citando o estudo feito pela Verizon Media, as categorias de conteúdo que mais tem feito sucesso nesse formato, são os vídeos de tutorial, aprovados por 55% do público. Em seguida, estão os vídeos de receitas e notícias que, respectivamente, possuem 53% e 52% de aprovação pelos usuários.

Vídeos em 360° 

As pessoas tendem a comprar um produto quando se sentem cativadas por eles. É por isso que se diz que, atualmente, os clientes querem muito mais ver o produto do que ler sobre ele. Então, como uma das tendências de marketing para YouTube em 2022, devemos citar os vídeos em 360°. 

Um estudo feito pela SEMrush apontou que 43% dos usuários preferem vídeos interativos, do qual podem escolher quais informações desejam assistir. E, quanto mais imersos eles se sentem ao conteúdo, produto ou serviço, mais propensos a consumir eles estão. 

Fora isso, 98% dos consumidores consideram vídeos nesse formato muito mais interessante. Então, ainda que você não venda produtos, oferecer vídeos nesse formato também pode ser vantajoso, haja vista que irá atrair um público muito maior para o seu canal. 

A, vídeos em 360° não é a mesma coisa que Realidade Virtual. O primeiro permite apenas a visualização de pontos diferentes de uma cena. Já a VR permite que o usuário interaja com a mesma. A Realidade Virtual até pode ser considerada uma tendência. Mas, conforme os especialistas, ela é um pouco distante do mercado de vídeos. 

Analista de SEO Wagner Santos 

- Fone: +55 62 993796115
- Contato: seowagnersantos@gmail.com
- Site: seowagnersantos.com.br

Mais notícias